racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao - dálmatas, cães dálmatas - O belo Cachorro Dálmata - Conheça mais sobre

O belo Cachorro Dálmata – Conheça mais sobre

Toda a simpatia e expressividade, associada a linhas perfeitas e ainda uma natural pelagem manchada, fazem com que o Dálmata seja um cachorro querido por muitas pessoas no mundo inteiro. Atualmente ele é visto como um cão de companhia, que se destaca dos demais principalmente por sua inteligência e toda a sua fidelidade com o proprietário. É intitulado como um bom cachorro de guarda, independente de ser silencioso e somente ladra no momento em que é preciso ou está acontecendo alguma coisa de muito errado. Geralmente é um cão bastante esperto, musculoso e divertido. Seus olhos são redondos, brilhantes de grande relevância, são levemente separados entre si, expondo apenas no seu olhar sua inteligência. Suas orelhas são de inserção um pouco alta e de tamanho moderado. A sua cauda não costuma ser bastante longa, sua raiz é rígida e vai afinando progressivamente até a ponta. É possível encontrar espécimes da espécie machos com tamanhos entre 55 e 60 cm. As fêmeas da raça geralmente são superficialmente menores. O peso médio do cão para machos é de 25kg e para fêmeas pesam por volta de 22, 5kg.

O maravilhoso cachorro Dálmata na História

O Dálmata é visto como um espécime incomum. Sua proveniência é incerta apesar de existirem muitas evidências que submetem a uma época bem antiga, mas não se sabe realmente qual é o lugar de nascimento da raça.
Ainda que se acredite que seu advento não deu-se na Iugoslávia, o seu nome “Dalmatia” pertence a uma região nesse país. Entre seus antepassados, especula-se que podem ser encontradas algumas versões do Great Dane pintado ou dos Pointers. Inclusive a função original da raça é algo desconhecida pelos criadores.
Foi como cachorro de carruagem na Grã-Bretanha que a espécie encontrou seu lugar. Eles defendiam os cavalos de sofrer qualquer tipo de ataque e, sobretudo, davam muita elegância para a tarefa. O mais interessante acerca do Dálmata é que determinadas evidências revelam que a posição que o cão ficaria, em torno das carruagens, seria algo genético que lesa a postura do cachorro até hoje.
Com a chegada dos veículos, o Dálmata perdeu sua finalidade e sua popularidade despencou. Mas ele seguiu cumprindo sua função como cachorro de carruagem para os bombeiros, os quais eram levados por cavalos. Pelo fato de ser um cachorro que sempre ajudou muito os homens, ele é observado como um formidável cachorro de estimação e para exposições inclusive. Seu papel em animações infantis tornou o Dálmata uma das raças mais admiradas das Américas.

Atributos da Raça Dálmata

A cabeça do Dálmata, de crânio achatado e de boa largura entre as orelhas, revela um stop razoável. Seu focinho é largo e vigoroso, todavia não é pontiagudo. Sua dentição é como se fosse uma tesoura e sua mandíbula é muito firme. Seu focinho tem uma coloração escurecida com manchas cor de fígado. Seu olhar é bem significativo, seu olho é circular, límpido e bastante brilhante. Sua cor escura ou âmbar depende da coloração de seu pelo.
Sua orelha pende por cima do seu crânio, implantada bem elevada, muito largas e de uma textura fina. O pescoço, alongado e com nenhuma papada, curva-se charmosamente. Seu peito é aprofundado, mas bastante alargado. Seu dorso é robusto. A cauda, espessa na extremidade, afina-se gradativamente na extremidade.
A pelagem dos Dálmatas é curta, rígida, alisada e bem brilhosa. Vários Dálmatas têm muitas manchas, todavia elas têm que ser bem formadas a fim de garantir que o seu Dálmata seja deslumbrante. As pintas deverão ter um desenho redondo, definido, com uma cor preta ou fígado. Além de marrom escuro, que é conhecida ordinariamente como chocolate, sobre um branco puro, devendo ser menor nas bordas, tal como na cabeça, membros e ainda rabo. Necessitará de possuir os chamados cachos de uva, que nada mais são do que aglomerados de pintas e, também, os patchs, manchas com as quais os filhotes surgem, que são indesejáveis aos criadores.

O gênio do Dálmata

Essa raça adora caminhar, brincar e é muito divertida. O grande inconveniente é que, na maioria dos casos, eles são adquiridos por impulso, pelo motivo de sua grande popularidade e os proprietários têm que se informar em relação ao tipo de cachorro que têm interesse em comprar.

Se ele não tem uma rotina de exercícios adequadas, ele pode apresentar distúrbios de temperamento e comportamento, por isso a necessidade de manter uma prática de exercícios adequada. Todas as atividades físicas precisam de ser exercidas diariamente, sem contar que este treino necessita de ser realizado com bastante consistência e firmeza.

Ele é um cachorro que guarda inúmeras lembranças do modo como é tratado, por causa disso, quando são maltratados, eles podem se tornar tristes e deprimidos. São espertos e bem desobedientes. Eles amam crianças pequenas, porém, por causa de seu excesso de energia e alegria, são capazes de se tornar desajeitados e, imprudentemente, lesioná-las durantes essas brincadeiras. De modo geral eles são bem serenos em lidar com outros cachorros e animais, entretanto, em casos isolados, são capazes de ter dificuldade em interagir com os cachorros machos.

Benefícios de ter um cachorro Dálmata

Esse belo animal é um companheiro glamouroso, afetuoso e fiel, vivo, alegre, sensível e amigável, inteligente e dócil, ele é amestrado com naturalidade. Não é agressivo, ladra pouco e, apesar de não ser desconfiado, mostra ser um ótimo guardião. Muito eficiente em guiar indivíduos com problemas de visão. A pelagem dos filhotes dos Dálmatas é inteiramente branca, além de saírem variados filhotes em apenas uma cria.
O Dálmata possui muitas habilidades e uma delas é utilizar a sua excepcional memória, pois aprende bem rápido quem são os membros da família e é um excelente protetor às crianças. Em algumas ocasiões, por ser um cão de guarda, poderá considerar gente estranha como invasores indesejáveis e em razão disso deixar ele desacompanhado no seu carro com os vidros abertos não é uma excelente escolha.
Seu heroísmo e fidelidade, tal como a constante presença do lado do proprietário, exibem toda a bravura e inteligência da espécie, fazendo com que o Dálmata seja um dos cães merecedores dos mais profundos sentimentos de gratidão e afeição.
Esta raça poderá vir a ser uma formidável aquisição se cuidada de uma maneira apropriada, com muito carinho, com uma alimentação ideal e com os exercícios sendo feitos sistematicamente.

Problemas comuns do Dálmata

O maior distúrbio que pode afetar o Dálmata é a surdez. A surdez é hereditária e toda uma geração de Dálmatas pode passar a surdez aos seus descendentes. Variados cientistas creem, veemente, que a surdez está ligada à falta de pigmentação na pelagem, ou melhor, se o Dálmata possui poucas pintas e mais partes na coloração branca, ele possui uma maior chance de adquirir esse distúrbio auditivo. Em torno de 8% deles já nascem inteiramente surdos e em torno de 22% a 24% já saem com apenas uma orelha escutando devidamente.
Muitos podem adquirir, inclusive, Epilepsia, Torção Gástrica, Displasia Coxofemoral, Cálculo renal e enfermidades de pele.

Cuidados da Raça Dálmata

É fundamental que esse Dálmata receba muito carinho, atenção e que você esteja alerta com relação aos exercícios que ele tem que fazer. Ele carece de mais do que somente um passeio de coleira e poderá ser um bom parceiro de corrida. As suas necessidades vão ser atendidas tranquilamente com atividades intensas e cotidianas. Apesar dessas particularidades, ele carece de um bom abrigo, cama aconchegante e sobretudo, de parceira. Com o objetivo de se ter esse cachorro, você deve ser tranquilo em relação a cachorros viverem dentro da residência. O recomendável é que ele possa ficar dentro de sua residência, e que ele possa brincar e se entreter em um quintal.
Você deve escová-lo constantemente, mas não se preocupe: esta conduta é muito fácil de ser exercida. Esta espécie carece de ser penteada com bastante frequência, sendo que os Dálmatas deixam cair muitos pelos ao longo da casa.
Essa raça de cão não tem um cheiro desagradável, muito menos forte. Geralmente, eles são bastante limpos, diferentemente de outros cachorros. Com o propósito de que a oleosidade do pelo do Dálmata não acabe sendo danificada, este cão terá que tomar banho somente no momento que for preciso.

Filhotes do Dálmata

racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao - dálmatas, cães dálmatas - O belo Cachorro Dálmata - Conheça mais sobre

Quando filhotinhos as pintas só aparecem sempre que forem se desenvolvendo. Ao nascer, eles nascem totalmente brancos. Em casos muito inusuais, há filhotinhos que nascem com pintas, as quais são sólidas de pelagem densa, preta ou fígado, sem a presença de pelos brancos. Há duas formas de pintas. As manchas grandes e bastante delineadas são mais apreciadas do que aquelas pequenas manchas.
Dálmatas costumam ser filhotes roedores e dificilmente ficarão sem comer uma plantinha ou chinelo, ou vão deixar de cavar algum buraco no seu quintal. Os filhotinhos têm uma propensão a roer tudo que acham de interessante e determinados exemplares continuam assim depois de certa idade adulta.
Verifique, quando obter algum Dálmata, se ele mostra algum comportamento diferente dos demais e se tem algum tipo de mancha, as chamadas “patchs”, que desvalorizam os Dálmatas.
Os Dálmatas da cor de fígado necessitam ser pesquisados, porque se os seus descendentes foram acasalados com cães desta mesma coloração pode ocorrer vários complicações de pigmentação.

Curiosidades sobre o Dálmata

– Dálmatas eram gerados para acompanhar carruagens, ajudando a afastar os saqueadores e adicionar um toque de elegância ao veículo com os passageiros da nobreza;
– Diversos dizem que, apesar das incertezas, a sua proveniência deu-se na Croácia;
– O seu primórdio foi durante a época medieval, quando esses cachorros protegiam as fronteiras da Croácia;
– Nos Estados Unidos, os Dálmatas se tornaram os mascotes oficiais dos bombeiros. Quando os bombeiros ainda possuíam carruagens, os Dálmatas seguiam o transporte. Era usual os Dálmatas latirem para afastar as pessoas da frente das carruagens, toda vez que que o alarme começava a tocar. E também estavam ao lado dos bombeiros no retorno de suas atividades;
– Cães da raça Dálmata já foram muito populares no circo;
– Quando eles estão com 10 dias de vida, pode-se avistar as pequenas pintas na pele, embaixo da pelagem. No momento após esse período, as pintinhas começam a crescer e ficarem mais visíveis;
– É a única espécie com pintinhas;
– As manchas dos Dálmatas são capazes de ser resultado de uma alteração genética, mas ainda não se sabe ao certo o motivo;
– Cada cachorro possui suas próprias pintas. Elas nunca seguem um mesmo modelo.