O encantador pet Beagle

racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O encantador pet  Beagle

Existem certos registros da existência de um cão muito parecido com o Beagle moderno na Grécia Antiga. Em tratados que foram datados de 433 A. C. é possível ler a respeito de uma raça de cão que consegue localizar a presença de lebres de muito longe.
Para se chegar aos Beagles de hoje em dia, podemos pular alguns séculos no tempo, mais precisamente da Grécia A. C até à Inglaterra no século XI, onde existem vários registros de várias espécies que foram sendo mescigenadas até chegar ao Beagle que hoje conhecemos. Duas, especificamente, começaram a ser mescigenadas no sentido de apurar os diferenciais que elas mostravam: Talbot e Galgos Ingleses. Essas espécies são especificadas como as mesmas linhagens dos cachorros Beagle modernos.
Apesar de pesquisadores conseguirem traçar a procedência da maioria das raças de cães modernos, no caso do cachorro Beagle havia um problema em termos de registros que acabou tornando difícil o trabalho. Antigamente, independente da raça de cão, caso o cão fosse de um tamanho mediano, ele era chamado de Beagle. Estes documentos datavam especialmente do Reino Unido do século XVIII. Entretanto esses documentos atestam que durante o mesmo período havia uma preocupação em desenvolver uma raça de cachorros de pequeno porte que fosse eficaz para a caça, em principal de lebres e coelhos. É evidente que pra executar essa tarefa o olfato aguçado era fundamental.
Pelo que estes registros mais recentes assinalam, foi devida a uma matilha do reverendo Phillip Honeywood, da Inglaterra, no ano de 1830, que se iniciou uma pequena base para o cão Beagle atual. Em meados do século XIX que iniciou-se a exportação de cães da raça Beagle para os Estados Unidos. Foi graças aos Estados Unidos que o Beagle tornou-se mais famoso. Os cãozinhos norte-americanos ficaram mais renomados naquele lugar do que no seu país natal.

Características do Beagle

O Beagle é um cão extremamente manso, corajoso, inteligentíssimo, muito alegre e amoroso. Apesar do seu porte mais baixo, não se engane: ele é um cão bem vigoroso. Tem orelhas alongadas que pendem para os lados e pelagem curta, espessa e resistente. Em geral, ele possui três colorações e com as pontas da sua pelagem esbranquiçadas.
Não há um peso exato pra os cachorros Beagles, é necessário, inicialmente, verificar o seu porte e sua altura. Consoante a Federação Internacional de Cinofilia, os cachorros da espécie Beagle devem mensurar mais que 33 cm e menos que 40 centímetros e, em função disto, o peso de um cachorro Beagle é capaz de variar de 8 aos 14 kg, segundo o sexo.
Os cães Beagle possuem um excelente faro, o que sugere que ao saírem para um passeio, são capazes de sair da visão do seu dono ao sentirem um odor que atraia a sua atenção. Em razão disso é pertinente treiná-los desde pequenininhos para que consigam obedecer a seus proprietários no momento em que necessário.

Temperamento do Beagle

Proprietário de uma característica branda e brincalhona, o cachorro Beagle é capaz de ser muito sonoro, amar ganir e ladrar quando não adestrado da forma adequada. Entretanto, não se preocupe: o Beagle é completamente fácil de lidar. É um cachorro que faz amizade bastante fácil com crianças.
É um cão de caça originado para rastrear presas na mata e habituado a viver em matilha, o que faz com que os tornem predispostos à companhia. O cachorro Beagle pode viver bem, seja em um habitat urbano ou campestre. Ele também é muito levado.
Deve ser criado para vir a ser obediente e atender comandos e chamados dos donos, uma vez que tem a tendência de ser birrento. Mesmo sendo manso e amável , o Beagle pode não ser indicado para donos iniciantes, pois é um cachorro o qual necessita de donos firmes e com paciência e o seu adestramento é capaz de requerer tempo e bastante empenho. Alguns treinadores indicam que o Beagle é um cão “o qual não pode ser adestrado”, já que ele efetivamente só faz o que quer.
Contudo, ele detém uma personalidade bastante estável. Pela sua valentia e esperteza, eles podem ser vistos, inclusive, como um cachorro sentinela, contudo não são agressivos ou tímidos.

Benefícios de se ter um cão Beagle

racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O encantador pet  Beagle

– São cachorros altamente tranquilos e carinhosos
– Lidam bem com crianças pequenas
– São afetuosos
– Adaptam-se em diferentes ambientes, seja apartamento ou casa
– Têm uma saúde de ferro
– Não necessitam de serem penteados diariamente ou serem tosados constantemente

Pontos fracos

– São levados e desordeiros
– São indisciplinados e teimosos sendo muitas vezes chamados de “cachorros que não possuem a capacidade de adestramento” pelos adestradores
– Têm tendência para a obesidade
– São capazes de ser muito sonoros e um pouco desagradáveis quando filhotes
– Um grande problema típico da espécie é a propensão a apresentar problemas de pele, como eczemas e alergias
– Aos cachorros com um rabo mais grosso, é capaz de ocorrer a enfermidade “Beagle Tail”, entretanto muito menos comum. A Beagle Tail gera a infecção na área do ânus, causada pelo abafamento do local em razão de uma dobradura entre a cauda e a região anal. Para medicar a “Beagle Tail” é vital o uso de anti-inflamatórios somadas a antibióticos.

Como cuidar de um Beagle

Por serem muito agitados, as práticas físicas devem ser diárias, caso contrário eles podem se tornar deprimidos ou obesos, porque, além do mais, eles adoram se alimentar. A alimentação do Beagle deve ser balanceada e muito equilibrada.
O banho pode ser dado a cada quinze dias e, após, uma pequena escovada pra remover a pelagem solta, dessa forma você possuirá um cachorro higienizado e bem cuidado. Além disso, devem ser tomados os cuidados básicos com a tosa higiênica, tal como com o aparo das unhas de vez em quando.
Por outro lado, cuidados especiais devem ser admitidos em relação à área dos olhos e da orelha dos cães desta raça. No caso das orelhas – pelo motivo de serem compridas e tombadas – a atenção deve ser focada na limpeza, porque essa região é bastante propícia ao acúmulo de impurezas levando o cão a sofrer com enfermidades como a otite.
Eles podem sofrer do distúrbio chamado de “Terceira Pálpebra” ou “Hiperplasia da Glândula de Harder”. Ela tem como característica gerar uma camada de carne bem esponjosa ao redor da região dos olhos do Beagle.

Filhotes de Beagle

Com o objetivo de se adquirir um cachorro Beagle, verifique a sua origem para que não ocorra pequenos contratempos. Todavia não pense que é fácil cuidar de um filhote de cão Beagle! O Beagle é um cão elegante com alma de vagabundo, leal aos seus sentimentos de caçador.
O filhote de cachorro Beagle pode ser barulhento e um pouco cansativo, entretanto não deixa de ser adorável e embora muitos possam falar que o lugar certo para um cão Beagle é numa matilha de Beagles, existem muitos deles que viram cachorros caseiros, dedicados durante 14 anos ou mais.
No geral, os Cães Beagle, mesmo filhotes, não mostram qualquer medo ou temor a qualquer coisa, sendo muito curiosos desde o seu nascimento. Para se ter um cachorro fácil de se adestrar, selecione um filhote menos medroso ou arredio.
É importantíssimo que, uma vez escolhido o filhote, ele seja tratado com amor, mas lembrando de impor limites claros para ele. Jamais dê permissão que o seu Beagle realize coisas erradas ou brincadeiras em demasia. Mostre a seu cachorro Beagle quem é que manda! Porém nunca com agressividade. Para alguns estudiosos, disciplinar qualquer cão é complicado, mas o Beagle torna esta atividade ainda mais complicada.

Curiosidades a respeito do Beagle

– Você já ouviu falar do “Pocket Beagle”? Então, a Rainha Elizabeth I possuía um exemplar desta raça. Como o próprio título indica, eles são Beagles de Bolso. No momento do seu reinado, ela criava uma série de exemplares de cães Beagle em suas dependências, vindo a desenvolver, também, uma variante da raça de tamanho extremamente pequeno, que tinha entre 20 e 23 cm de comprimento.
– Em 2013 uma série de ativistas invadiu o Instituto Royal, de São Roque, no interior paulista, para liberar vários exemplares da espécie que eram mantidos no instituto pra servirem de cobaias para testes que tinham como foco auxiliar a descobrir remédios e soluções pra enfermidades humanas.
– A raça ainda é dona de um ótimo senso de faro, já havendo sido usada, ainda, pela polícia norte-americana pra exercer a tarefa de cão farejador em aeroportos, rastreando contrabandistas de alimentos e drogas.